Voltar a Lista

Município de Garibaldi pede reenquadramento da classificação do Arroio Marrecão

29/12/2020

O Município de Garibaldi entregou, ao Comitê da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas, um pedido de reavaliação de enquadramento do Arroio Marrecão, atualmente classificado como Classe 1.

Segundo a Resolução do Conama 357, de 18 de março de 2005, este enquadramento significa que as águas do Arrio Marrecão podem ser destinadas ao abastecimento para consumo humano, após tratamento simplificado, à proteção das comunidades aquáticas, à recreação (natação e mergulho) e a à irrigação de hortaliças que são consumidas cruas e de frutas que se desenvolvam rentes ao solo e que sejam ingeridas cruas sem remoção de película.

Desenvolvida pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente em 2012, o estudo que resultou no atual enquadramento da sub-bacia não reflete a situação real da qualidade das águas, principalmente por não utilizar metodologia e pontos de coleta adequados.

Conforme o representante da CIC no Comitê, Giovani Dresch, os pontos de coleta das amostras para construção do diagnóstico não considerou a depuração natural dos poluentes, sendo que o diagnóstico foi realizado na “foz do arroio”, não considerando a expressiva carga orgânica despejada no perímetro urbano.

De acordo com o vereador Arnaldo Seganfredo, representante da Câmara de Vereadores no Comitê e ex-secretário Municipal de Meio Ambiente, um estudo de um ano, através de um convênio entre a Prefeitura e a iniciativa privada, avaliou e demonstrou a real situação do Marrecão.

“Foram coletadas amostras de água em 11 pontos, durante as quatro estações do ano, desde a barragem da Corsan até a foz do arroio. O estudo e o relatório completo foram entregues para o Comitê, demonstrando a necessidade de reenquadramento”, explicou Seganfredo.

O resultado do estudo, denominado Projeto Atlas – sob coordenação da Garden Projetos -, demonstra que todas as análises dos pontos coletados na área urbana de Garibaldi apresentam índices que correspondem a Classe 4.

Dresch explica que, a classificação atual exige que a comunidade e a indústria também devam atender esse padrão de lançamento de seus resíduos líquidos. “Uma utopia já a longo prazo, considerando 20 anos de melhorias, imagina de forma imediata”.

Essa classificação também restringe a abertura de novas empresas e loteamentos urbanos. Ele lembra que, em 2012, quando foram lançados os diagnósticos e construídos os prognósticos, a CIC se posicionou contra essa classificação de forma oficial por carta escrita e esse posicionamento vem sendo mantido desde então dando condições para realização de um novo estudo da nossa micro bacia e assim a possibilidade de reavaliação do enquadramento.

Mas a avaliação para alterar a atual classificação não é simples, pois depende de mobilizações sociais, avaliação de uma Câmara Setorial do Comitê, aprovação da diretoria e mudança em resolução junto ao DRH/SEMA.

“Para que o arroio esteja enquadrado realmente como Classe 1, que é o que queremos, ainda dependerá de investimentos e tempo para alcançar esta meta”.

Fonte: http://www.cicgaribaldi.com.br/2020/12/29/municipio-pede-reenquadramento-da-classificacao-do-arroio-marrecao/

Leia também

29/12/2020

Município de Garibaldi pede reenquadramento da classificação do Arroio Marrecão

O Município de Garibaldi entregou, ao Comitê da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas, um pedido de reavaliação de enquadramento do Arroio Marrecão, atualmente classificado...
Continue lendo
06/04/2021

Estado recebe proposta da Gol para aderir ao Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional

O governo do Estado recebeu proposta oficial da Gol Linhas Aéreas para ampliar os voos no Rio Grande do Sul. A notícia foi dada pelo presidente da companhia, Paulo Kakinoff, ao governador...
Continue lendo
09/09/2021

Governo de Goiás e Semad lançam nesta sexta-feira (10) Programa Gênesis, de desenvolvimento integrado e sustentável para o Nordeste goiano

O Governo de Goiás lança nesta sexta-feira o Programa Gênesis, de desenvolvimento integrado e sustentável para o Nordeste do Estado. Iniciativa da Secretaria de Estado de Meio...
Continue lendo
Clique aqui e faça download portfólio

Clientes e parceiros

Avenida Perimetral Bruno Segalla, 8954 – Sala 703 / CEP: 95099-522. Caxias do Sul - RS

(54) 3027.6956 contato@garden.eng.br